Delmasso propõe criação de parques em três regiões administrativas: Park Way e Lago Norte e Guará


Há muito tempo moradores das regiões anseiam por área verde de lazer


Foto: Rogério Lopes.

O vice-presidente da Câmara Legislativa do DF, deputado Delmasso (Republicanos), protocolou três projetos de lei que criam parques urbanos no Guará, Park Way e Lago Norte. A criação dos parques visa a conservação das áreas verdes, o estímulo da prática de atividades físicas e de recreação e lazer da comunidade.

A sugestão é que no Guará II, seja instalado o Parque Urbano Bosque dos Eucaliptos entre as quadras QE 38, 40 e 42. No Park Way, a ideia é  que o Parque Ecológico do Córrego Seco seja estabelecido nas quadras 27, 28 e 29. Já no Lago Norte, o Parque Urbano do Setor de Mansões, entre o conjunto 19 da ML e o conjunto 01 da ML 11.

"A grande vantagem dos parques urbanos é propor aos moradores de metrópoles a opção de visitar áreas naturais, com paisagens verdes, fauna e flora, sem a necessidade de percorrer grandes distâncias. É neles que grande parte da população urbana desenvolve sua relação com a natureza, o que faz dos parques uma ferramenta para conscientização ambiental", explica Delmasso.

No Park Way, a criação do Parque Ecológico do Córrego do Mato Seco, visa também, a manutenção da recarga do lençol freático, salvaguardar nascentes que vertem para o Córrego do Mato Seco. O córrego se junta ao Ribeirão do Gama e abastece a Vargem Bonita e a Fazenda Água Limpa da Universidade de Brasília, sendo um dos principais afluentes do Ribeirão do Gama, que deságua no Lago Paranoá.

Segundo Delmasso, outro benefício proporcionado pela preservação desta área do Park Way, será a manutenção da biodiversidade, de plantas, insetos e animais que encontram abrigo e alimento provenientes dessas novas árvores.  "Além disso, pode-se ainda mitigar a poluição química e sonora, reduzir o efeito de ilha de calor, aumentar a disponibilidade e qualidade da água, reduzir a erosão do solo e, por consequência, o assoreamento dos cursos de águas locais", exemplifica o parlamentar.

As administrações regionais serão responsáveis por desenvolver as regras para o plano diretor dos parques, instrumento utilizado no planejamento e na gestão dos ambientes. Com isso, os parques não somente serão criados, como também contarão com regras específicas de utilização e preservação.

Foto: Rogério Lopes
Compartilhar

About Flávio Santana

0 comentários:

Postar um comentário