GDF inaugura centros digitais do BRB, Detran e Huawei que vão permitir a atração de mais empresas, crescimento e a geração de novos empregos no DF



Impulso tecnológico por uma Brasília mais moderna.  Cada unidade inaugurada já tem uma atuação distinta. O BRB Lab será voltado para soluções tecnológicas-financeiras; o Centro de Inovação Tecnológica do Detran vai pensar o trânsito e a digitalização de serviços; e a sala de reuniões da Huawei será sede de videoconferências com cobertura 5G




Avanços tecnológicos são essenciais para a evolução de qualquer sociedade. No Distrito Federal, o incentivo à inovação e à tecnologia é prioridade na atuação do Governo do Distrito Federal (GDF). Nesta quinta-feira (6), a capital ganhou três novos espaços que convergem neste sentido: dois centros de inovação, um do Banco de Brasília (BRB) e outro do Departamento de Trânsito (Detran-DF); além do escritório de negócios da empresa de tecnologia Huawei. Todos instalados no Parque Tecnológico de Brasília (BioTIC).

Cada unidade inaugurada já tem uma atuação distinta. O BRB Lab será voltado para soluções tecnológicas financeiras, de governo e aos cidadãos; o Centro de Inovação-Tecnológica do Detran vai pensar o trânsito e a digitalização de serviços pelas próximas décadas; e a sala de reuniões da Huawei será sede de videoconferências com cobertura 5G.

Para o governador Ibaneis Rocha, esses projetos nascem com a cara e a vocação da cidade. "Esse é um projeto de Brasília, um projeto de cidade moderna e em desenvolvimento", disse o chefe do Executivo local.

Uma nova matriz econômica
A vocação tecnológica é apontada pelos gestores como força motriz para o DF crescer economicamente. Para o presidente da Biotic S.A, Gustavo Dias Henrique, inaugurações como a desta quinta (6) colaboram para isso.

"Essa mudança econômica passa por esse distrito da inovação. A entrega de hoje tem essa cara. O laboratório de inovação do BRB vai trazer um ambiente de aceleração para as fintechs, o Detran também está trazendo sua tecnologia de trânsito para cá e a Huawei traz agora o escritório de negócios para o Biotic. Brasília tem essa vocação de inovação", afirmou.

Presidente da Terracap, Izidio Santos enxerga a vinda de empresas tecnológicas para o DF como o ponto-chave para a geração de "centenas de empregos, atraindo profissionais altamente qualificados". "Trazer três empresas renomadas é dar vida e continuidade a um dos maiores projetos do Distrito Federal, capaz de mudar em definitivo a vocação econômica da cidade", apontou.

Já o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gilvam Máximo, disse que a pasta vai lançar um edital para incentivar 50 startups com ajuda financeira de até R$ 50 mil para cada uma delas. "O nosso trabalho é fazer com que o DF seja uma cidade disruptiva e que traga investimento de todo o Brasil para cá. Vamos lançar o apoio a mais 50 startups com R$ 50 mil para cada uma delas", adiantou.

Participaram da série de inaugurações o governador Ibaneis Rocha; o presidente do Banco de Brasília, Paulo Henrique Costa; o diretor-geral do Detran/DF, Zélio Maia; o presidente da Terracap, Izidio Santos; o presidente da Biotic S.A., Gustavo Dias; os secretários de Governo, José Humberto Pires; e de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gilvam Máximo; o deputado distrital, Rodrigo Delmasso; o deputado federal, Júlio Cesar Ribeiro; e Atilio Rulli, diretor de Relações Públicas e Governamentais da Huawei.

Confira, abaixo, os novos espaços tecnológicos do BioTIC:

BRB Lab

O BRB Lab vai sediar o Programa de Inovação Aberta do BRB, em parceria com startups selecionadas por meio de edital | Foto: Renato Alves / Agência Brasília

O Banco de Brasília inaugurou o BRB Centro de Inovação Tecnológico, chamado de BRB Lab. O objetivo deste espaço é buscar soluções voltadas para o sistema financeiro, governo e cidadãos.

O BRB Lab vai sediar o Programa de Inovação Aberta do BRB, em parceria com startups selecionadas por meio de edital, lançado com a Plug and Play, uma das maiores aceleradoras de startups do mundo. Um trabalho para acelerar a estratégia digital do BRB.

Ele nasce em um espaço de 1,3 mil metros quadrados que vai abrigar startups em cinco frentes de trabalho. Dessas startups, cinco são do DF, 14 de outros estados (SP, MG, PR e SC) e quatro de países como Estados Unidos, México e Canadá, sendo que dez delas vão ficar instaladas no Biotic. "Ter um lugar adequado vai atrair startups, vai atrair inovação, emprego, renda e tecnologia para o DF", afirma o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.

As startups participantes do Programa de Inovação terão acesso à infraestrutura física e tecnológica do Centro de Inovação, com 1356 metros quadrados e que funcionará como um espaço de cocriação. Além disso, elas receberão consultoria do BRB e da Plug and Play para desenvolver seus produtos, além da possibilidade de ofertas de suas eventuais soluções para clientes do Conglomerado do BRB e para os cidadãos do DF.



Centro de Inovação Tecnológica – CITDetran
Também foi lançado o Centro de Inovação Tecnológica – CITDetran com o objetivo de pensar o trânsito da capital para as próximas décadas de forma inovadora e estratégica. O espaço vai abrigar parte da Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Dirtec) que vai trabalhar neste sentido.

E é com a missão de olhar para o futuro que o diretor-geral do Detran, Zélio Maia, destacou a participação do Detran no Biotic. "Já temos 30 serviços digitais e temos um projeto de fazer a transferência de veículos pelo smartphone. O CITDetran é um espaço para pensar no Detran do futuro, pensar que em 10, 20 anos teremos nas ruas do DF carros autônomos e uma nova realidade. Aqui nós estamos nos antecipando", aponta.

Como será o trânsito do futuro?
A nova instalação do Detran, no Edifício de Governança do Parque Tecnológico de Brasília - BioTIC, irá abrigar uma parte da Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Dirtec), que terá como prioridade construir uma agenda de desenvolvimento tecnológico voltada, exclusivamente, para pensar o trânsito da capital para as próximas décadas, de forma inovadora e estratégica. Lá será o centro de criação de soluções que irão transformar o dia a dia do trânsito.

"É disso que o Departamento de Trânsito necessita: olhar para o futuro, pensar como será o trânsito daqui a 10 ou 20 anos. E para isso precisamos nos antecipar", declarou Zélio Maia, diretor-geral do Detran-DF, que quer desenvolver novas tecnologias o mais rápido possível para enfrentar o trânsito cada vez maior e mais complexo do Distrito Federal.

E para o diretor de Tecnologia do Detran, Fábio de Souza, não é apenas uma mudança institucional, mas um novo modelo de desenvolvimento para todo o Departamento.  "E não há nada melhor para se fazer isso do que estar em um ambiente de inovação", explica Fábio, fundamentando a escolha pela Biotic que será, num futuro próximo, o principal polo de desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do Distrito Federal e que permitirá o estímulo, criação e consolidação dos projetos do Detran, além de possibilitar que as pesquisas se transformem em negócios, assim como estímulo ao desenvolvimento de ações que dinamizem o processo de geração de novos empreendimentos em tecnologia.



Sala de reuniões da Huawei
O governador Ibaneis Rocha também visitou a sala de reunião para videoconferências com cobertura de rede móvel 5G da Huawei. Esta é a primeira sala de reuniões 5G da empresa chinesa no Brasil.

Este laboratório 5G no BioTIC permite startups e empresas desenvolverem aplicações e soluções de alta velocidade e baixa latência. "Com o sinal ativo da nova tecnologia no Biotic desde o ano passado, queremos fomentar o desenvolvimento de aplicações baseadas no 5G por empresas e startups da região", afirma Atilio Rulli, diretor de Relações Públicas e Governamentais da Huawei.



O sinal da tecnologia móvel de quinta geração da Huawei está disponível no Parque Tecnológico de modo permanente desde julho de 2020.
Compartilhar

About Flávio Santana

0 comentários:

Postar um comentário