Maio Amarelo: Lei de Delmasso combate a violência no trânsito



Conscientizar para a reduzir a imprudência de motoristas




Para combater a violência no trânsito que tem gerado muitos acidentes fatais, o vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Delmasso (Republicanos), criou a Lei 6.064/2018 que instituiu o "Maio Amarelo" no Distrito Federal. O mês é dedicado à prevenção e combate à violência no trânsito e integra o calendário oficial de eventos do DF.

Segundo Delmasso, as ações de conscientização, de fiscalizações intensivas e de combate à violência no trânsito ficam a critério do Detran, em cooperação com a iniciativa privada e entidades civis. "As campanhas educativas e preventivas visam diminuir os acidentes e proporcionar um trânsito mais seguro", disse.

Durante o ano de 2020 houveram 170 mortes em acidentes de trânsito, segundo o Departamento de Trânsito (Detran-DF). No ano de 2019 o número de mortes chegou a 254.

A campanha já vinha sendo executada pelo GDF, por meio do Detran, DER e BPTran e com a sanção da Lei, foi institucionalizado o "Maio Amarelo" no DF. A inclusão do mês no Calendário Oficial do DF viabiliza, por meio da divulgação por meios públicos de comunicação, a realização de campanhas intensivas de promoção da redução do número de acidentes no trânsito.

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal lança, na segunda-feira (3), o Movimento Maio Amarelo 2021 no DF. O lançamento ocorrerá por meio de uma live institucional, realizada às 15h, no canal da autarquia no YouTube (www.youtube.com/detrandfoficial), com a presença da jornalista Adriana Bernardes, do diretor de relações institucionais do Observatório Nacional de Segurança Viária, Francisco Garonce, e do diretor-geral do Detran, Zélio Maia.

"Vamos abordar o histórico do Maio Amarelo, as principais atividades realizadas e a importância e relevância social do movimento na preservação de vidas no trânsito. Estamos na 8ª edição da campanha e, apesar das restrições impostas pelo momento de pandemia que vivemos, precisamos encontrar mecanismos para manter o movimento Maio Amarelo vivo", explica o diretor-geral do Detran, Zélio Maia.

O tema deste ano é "Respeito e Responsabilidade: pratique no trânsito". Esta já é a 8ª edição da campanha que une sociedade civil e órgãos governamentais em prol de um trânsito mais humanizado e seguro.

Em 2020, devido à pandemia de Covid-19, a campanha foi realizada prioritariamente de forma digital em todo o país, evitando as atividades presenciais. Este ano, com a volta às aulas na rede particular de ensino, o Detran-DF vai levar espetáculos teatrais, repentistas e contação de histórias para algumas escolas particulares. As peças teatrais serão encenadas para crianças de 6 a 10 anos, com foco nas orientações sobre a circulação em via pública, comportamento adequado no interior de veículos e circulação de bicicletas. Já as crianças com idade entre 4 e 5 anos vão ouvir histórias que abordam as orientações sobre a circulação em via pública e o comportamento adequado no interior de veículos.

Também estão programadas apresentações de repentistas na Estação do Metrô da 112 Sul, na terça-feira (4), das 10h às 12h, e uma blitz educativa com abordagem de condutores, próximo à Funarte, na quinta-feira (6), das 10h às 12h. A apresentação de dupla de repentistas terá foco na responsabilidade do condutor em relação à segurança dos demais usuários da via pública.
Compartilhar

About Redação Grupo Inova

0 comentários:

Postar um comentário