Inovação à vista: novo mercado financeiro exige arsenal tecnológico para sobrevivência



Estamos atravessando um dos momentos mais delicados da economia global com a crise do coronavírus. Mas ao olhar para trás, podemos dizer que o "fundo do poço" está cada vez mais longe. E o cooperativismo financeiro tem uma relação intrínseca com a retomada econômica e social do país



Façamos um exercício: se você pudesse retornar no tempo e contar, há dez anos, que a utilização de smartphones para transações bancárias faria parte de seu cotidiano e que, durante uma pandemia, as transferências de valores seriam instantâneas, realizadas em menos de dez segundos... qual seria a reação do público?

Provavelmente você seria chamado de maluco. Afinal, os celulares mal tinham um sistema para entrar em sites e a conexão demorava uma eternidade para te trazer informações. No final da conversa, sua história iria circular por SMS: "o maluco que tinha informações utópicas do futuro".
A nossa realidade foi transformada. Quem não se adaptou, ficou para trás. É por isso que o Sicoob sempre se interessou por conversar sobre ideias embrionárias que poderiam se tornar inovações no futuro.

Seja Pix, Open Banking ou Open Finance. Em todos esses movimentos – e muitos outros – sentamos à mesa quando as discussões se iniciaram. Mesmo com a chegada da pandemia, somos pioneiros em oferecer aos nossos cooperados as novidades do mundo financeiro assim que elas saem do forno.

Quando se iniciou o período de pandemia, pensamos em como facilitar a travessia e fomos um "farol" no meio da tempestade para os cooperados. Desenvolvemos um sistema para liberação de senhas, tokens e aplicativos via reconhecimento facial. Se antes ele tinha que visitar uma agência, com duas semanas de pandemia isso já não era mais necessário. Estavam livres, por exemplo, para fazer renegociação de dívidas ou contratar crédito diretamente pelo App Sicoob.

Outra novidade que surgiu na pandemia, mas que já tinha uma sementinha plantada há algum tempo, foi a possibilidade de realizar assembleias via Sicoob Moob. Desta forma, oferecemos um serviço totalmente seguro para que os cooperados continuassem participando das decisões de suas cooperativas.

Isso sem citar o processo de filiação digital. Em 2018, 478 pessoas entraram no Sicoob desta forma. Até agosto de 2020, foram 10,6 mil no ano, um crescimento de 2.117%. Ainda há muito a caminhar, mas estamos no caminho certo.

Com tantas inovações, notamos um crescimento exponencial no uso dos serviços digitais no Sicoob. Em janeiro de 2020, eram R$ 2,2 milhões em depósitos por boleto. Em setembro do mesmo ano, esse valor cresceu para R$ 38,7 milhões. Em 2020, as transações financeiras digitais de nossos cooperados chegaram a 52,95%, ante a 16,6% em 2016.

Há de se ressaltar ainda o investimento em inclusão digital. Afinal, não basta oferecer um serviço sem auxiliar os que ainda não estão acostumados com o uso da tecnologia. A Alice, atendente virtual do Sicoob, nasceu para isso. E ela já registrou mais de 1 milhão de interações via WhatsApp e App Sicoob, facilitando o uso de nossas ferramentas digitais ao utilizar inteligência artificial a favor dos cooperados.

Também contamos com o apoio da Helen, assistente virtual para pessoas com necessidades especiais. Ela transforma textos em Libras ou voz no site oficial do Sicoob. Inclusão, democracia financeira e uma jornada digital cada vez mais simples e rápida são os nossos motes.

E agora? O que vemos pela frente? Com a chegada do Open Banking, nossas equipes têm trabalhado para oferecer aos cooperados uma ótima experiência e mostrar ao mercado que a porta de entrada para o acesso a uma relação mais leve e justa com o dinheiro é o cooperativismo financeiro. Muitas novidades devem surgir a partir deste ano e temos a certeza de que o Sicoob está preparado para seguir essa jornada, contribuindo para que as cooperativas continuem gerando impacto social positivo para os cooperados e suas comunidades.

A ideia central do Sicoob DFMil é unir forças para alcançar objetivos coletivos. No Sicoob DFMil, você é dono do negócio, tem atendimento personalizado, taxas de juros reduzidas e participação nos resultados. Para quem busca rentabilidade acima da média e não abre mão da segurança e da liquidez, nós temos boas opções de investimentos. Mas, os benefícios não acabam por aqui  

O Sicoob DFMil atende a Segurança Pública do Distrito Federal, as administradoras e/ou síndicos de condomínios. O diferencial é que, no Sicoob DFMil, o condomínio vai economizar em taxas e despesas. Além disso, a nossa cooperativa não tem fins lucrativos e visa atender aos interesses dos associados. Por isso, um representante do condomínio tem direito ao voto nas Assembleias do Sicoob DFMil.

Além das vantagens citadas, confira mais 7 benefícios de escolher o Sicoob DFMil:

1 - Cobrança bancária — as menores tarifas do mercado;

2 - Atendimento personalizado e humanizado — seja com o atendente prestando suporte pelo WhatsApp, por ligação ou por e-mail;

3 - Atendimento agilizado — as demandas dos síndicos são resolvidas em tempo hábil;

4 - Prestação de serviços a domicílio — quando a situação não pode ser resolvida por ligação, e-mail, WhatsApp ou aplicativo Sicoob, nosso consultor leva nossos serviços até os condomínios;

5 - Equipe especializada em condomínios — equipe preparada para atender as necessidades dos síndicos e administradoras de condomínios;
 
6 - Seguro de edificação e residencial — as melhores cotações com custo benefícios, para os condôminos e para o condomínio;

7 - Financiamento para obras ou energia fotovoltaica — as menores taxas e os melhores prazos, para realização de obras condominiais.

O Sicoob DFMil facilita a vida do síndico e auxilia na redução dos custos dos condomínios.

Gostou? Entre em contato com o atendimento de condomínios e faça parte: https://cutt.ly/MnRgeO8
Compartilhar

About Paulo Melo

0 comentários:

Postar um comentário