Estratégias de Contenção da Dengue no DF Apresentam Resultados Positivos

No período de 13 a 19 de maio, as tendas de hidratação para dengue no Distrito Federal contabilizaram um total de 8.721 atendimentos, sendo 5.586 adultos e 3.135 crianças atendidas. Esses números refletem o esforço contínuo do Governo do Distrito Federal (GDF) em prover cuidados médicos eficientes e acessíveis em resposta ao surto de dengue.

As tendas da dengue, que foram inauguradas a partir do dia 11 de abril e somam 11 unidades, operam como centros de tratamento emergencial, comparáveis a hospitais de campanha. Três dessas unidades oferecem serviços ininterruptos, 24 horas por dia, enquanto as demais atendem das 7h às 19h, garantindo assistência contínua durante a alta demanda.

As unidades estão estrategicamente localizadas perto de hospitais, unidades de pronto atendimento (UPAs) e unidades básicas de saúde (UBSs), o que facilita o encaminhamento de casos mais graves e ajuda a aliviar a pressão sobre o sistema de saúde público.

Conhecendo os Sintomas e a Prevenção

Os sintomas da dengue incluem febre alta, dor de cabeça intensa, dor atrás dos olhos, cansaço, dor nas articulações e músculos, erupções na pele e, em casos mais severos, sangramento e queda de plaquetas. Complicações podem levar à dengue hemorrágica ou à síndrome do choque da dengue, ambas condições graves.

Para combater a dengue, é crucial eliminar água acumulada, que serve de criadouro para os mosquitos Aedes aegypti, usar repelentes, instalar telas em aberturas e usar vestimentas que protejam a maior parte do corpo. O envolvimento comunitário é fundamental para o sucesso das medidas de prevenção.

Endereços e Horários das Tendas de Atendimento:

24 horas:
- Gama – estacionamento do Hospital Regional do Gama (HRG)
- Guará – em frente à UBS 1
- Paranoá – estacionamento do Hospital da Região Leste

Das 7h às 19h:
- Plano Piloto – estacionamento do Hospital Regional da Asa Norte (Hran)
- Vicente Pires – estacionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA)
- Varjão – atrás da UBS 1
- Taguatinga – estacionamento do ambulatório do hospital regional (HRT)
- Planaltina – na policlínica da região
- Águas Claras – estacionamento da UBS 1 do Areal
- Ceilândia – estacionamento do hospital regional local (HRC)
- Samambaia – estacionamento da UBS 7.

Este engajamento proativo do GDF demonstra seu compromisso em combater a dengue, visando melhorar a saúde pública e a qualidade de vida dos cidadãos do Distrito Federal.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem